segunda-feira, fevereiro 28, 2005

Cícero e as suas Obras

Cícero foi um pensador romano de grande destaque não só pela influência que exerceu entre os Romanos e a cultura romana mas também pelas obras que escreveu.

De todas suas obras, de carácter filosófico, merecem destaque:
-De Officiis (Dos Ofícios): é um livro dedicado ao seu filho Marco. Cícero quando escreve este tem a consciencia de ter atingido o ideal e isso faz com que ele compare os seus discursos com os seus escritos filosóficos;

- De Senectute: é uma obra que consiste num dialogo sobre a Velhice. Esta foi escrita nos últimos anos da sua vida.Tendo abandonado a vida pública, Cícero procurava a exposição das principais teorias filosóficas dos gregos, como consolação contra as decepções e angústias de política;

- De Diuinatione (Da Adivinhação): que é uma obra composta para complementar uma outra obra que se intitula De Natura Deorum;

- De Natura Deorum (Da Natureza dos Deuses): livro escrito em 45 a.C., após a morte do filho de Cícero. É neste livro que o poeta pensador expõe as doutrinas filosóficas da época;

- Tusculanae Disputationes (Tusculanas): é um livro em que Cícero faz uma reflexão sobre o sofrimento e a imortalidade da alma. É nesta obra que o escritor vai inserir os princípios do Estoicismo.

- De Amicitia (Da Amizade): é, como o próprio nome indica, um livro em que Cícero fala da amizade e até chega a compará-la com outros "valores", que é o que se pode verificar no capítulo VI da obra;

- De Republica (Da República): é uma obra em que o escritor versa sobre a ciência política e as formas do Governo;

- De Oratore (Da Oratória): que é uma obra que consiste num diálogo imaginário de oradores que pertenceram à época de Cícero.

Bibliografia:
- Pereira, Maria Helena Da Rocha, Estudos da História da cultura Clássica, Gulbenkian, Lisboa, 2002.
- Alves, Apolinário Américo A., Euntes Romam III,Lua Viajante, [s.l.], [s.d.].