quarta-feira, fevereiro 16, 2005

Maria Helena da Rocha Pereira

Na revista Única do jornal Expresso do passado sábado, pode ler-se uma espécie de entrevista com a autora de Estudos de História da Cultura Clássica, e outros, bem como de inúmeras traduções de obras clássicas.

"Desde cedo tive especial interesse em saber latim, que no meu tempo começava no 4º ano do liceu. Mas também gostava muito de matemática. Não percebo esta aversão que vai no país pelo que é uma indispensável preparação do saber."

"Verifico que muitos dos defeitos que ganhou o Império Romano nos seus últimos anos, estão a repetir-se agora."

1 Comments:

Blogger Ritinha said...

Pois é, o latim parece mesmo ter criado uma aura de aversão à sua volta, mas também devemos pensar que ele é muito útil para desenvolver ainda mais a nossa capacidade de raciocínio. Por isso, é uma boa ideia tentarmos dinamizar e divulgá-lo mais, fazendo assim com que os outros aprendam a apreciá-lo.
Uma boa forma para o fazer seria aceitarmos este desafio e tentar dar o nosso melhor.
Pessoal, vamos tentar pensar que o latim não é aquele bicho de sete cabeças. Se o fizermos podemos chegar à conclusão que o difícil se torna belo.

4:09 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home